Seja bem vindo ao nosso site TV Iporá - Qualidade e Eficiência.

TV Iporá
PERFIL TIKTOK
Brasil

Autor dos disparos que mataram Valério Luiz se entrega à Justiça

Ele foi condenado em novembro de 2022

Publicada em 15/06/24 às 20:17h - 17 visualizações

por Domingos Ketelbey


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Reprodução)

O policial militar da reserva, Ademá Figueiredo Aguiar Filho, condenado por ter sido o autor dos disparos que matou o cronista esportivo Valério Luiz de Oliveira foi preso na noite desta sexta-feira (14), após o Poder Judiciário ter expedido novo mandado de prisão. Ele compareceu à Justiça para se entregar.

A informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP-GO). Como ele fazia parte dos quadros da reserva da corporação, fez exame de delito e foi encaminhado ao presídio militar, em Goiânia. Ademá e Maurício Sampaio tiveram seus mandados de prisão expedidos na tarde desta sexta-feira (14).

O despacho foi assinado pelo juiz Lourival Machado da Costa. “Pelo exposto, determino a expedição do mandado de prisão dos réus ADEMÁ FIGUEIREDO AGUIAR FILHO e MAURÍCIO BORGES SAMPAIO, restabelecendo, portanto, o decreto de prisão já determinado na sentença”, destaca um trecho do documento.

A defesa de Maurício Sampaio respondeu judicialmente que o cartorário se apresentará no próximo dia 20 de junho, pois o empresário está em viagem. Ao Mais Goiás, o advogado Ricardo Naves destacou que está formulando um novo habeas corpus. 

Caso Valério Luiz: condenação ocorreu em novembro de 2022

Maurício Sampaio e outras três pessoas foram condenadas pela morte do radialista Valério Luiz. A decisão foi proferida em novembro de 2022, após três dias de julgamento e mais de 10 anos do assassinato.

Na decisão, o júri condenou Maurício Sampaio a 16 anos de prisão. Segundo os autos, ele foi o mandante do crime, “em um contexto grave, como represália às críticas proferidas pela vítima ao réu, que, à época, exercia o cargo de vice-presidente do Atlético Goianiense”.

Ademá Figueredo Aguiar Filho, apontado como autor dos disparos contra Valério Luiz, foi condenado a 16 anos de prisão. Urbano de Carvalho Malta, que teria contratado Ademá para cometer o crime, teve pena estipulada em 14 anos de prisão.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Site TV Iporá
Visitas: 82223   Usuários Online: 11
Nosso Whatsapp (64) 99267-3371
Copyright (c) 2024 - TV Iporá

Seja bem vindo ao nosso site TV Iporá - Qualidade e Eficiência!

Converse conosco pelo Whatsapp!